Guia prático do comércio eletrônico

Você está pensando em iniciar a venda de produtos pela internet? É cada vez maior o número de empresários que desejam abrir um comércio eletrônico. E não existe nenhum mistério por trás disso: são inúmeras as oportunidades que podem ser aproveitadas com as vendas online.

Enquanto uma loja física atende somente as pessoas que estão fisicamente presentes no estabelecimento, um comércio eletrônico pode fechar vendas para clientes localizados em todo o país (ou todo o mundo!). Somente esse já seria um ótimo argumento para abrir um e-commerce, mas a lista de benefícios vai além – incluindo os hábitos de consumo, baixos custos, menor complexidade, e muito mais.

Mas, afinal, como abrir um comércio eletrônico de sucesso? Confira ao longo deste artigo!

O que é comércio eletrônico?

Antes de mergulhar de cabeça em um negócio de comércio eletrônico, você deve entender melhor o que esse conceito significa, não é mesmo?

O comércio eletrônico abrange qualquer transação comercial que envolva a transferência de informações pela internet.

Essa é uma descrição ampla por um motivo. O comércio eletrônico pode ter muitos formatos diferentes. Pode incluir um site de marca, aplicativo móvel, marketplaces (como Amazon e Magazine Luiza) e plataformas de mídia social – como Facebook e Instagram.

Embora existam muitas maneiras de vender para consumidores pela internet, a principal vantagem da venda online é que você pode vender para consumidores em qualquer lugar, a qualquer hora. Você pode encontrar o cliente onde e quando ele estiver comprando.

É evidente que o comércio online oferece uma infinidade de benefícios. Vejamos alguns dos maiores.

  • Conveniência. O comércio online torna as compras mais simples, rápidas e menos demoradas, permitindo vendas 24 horas, entrega rápida e devoluções fáceis.
  • Personalização e experiência do cliente. Os e-commerces podem criar perfis de usuário sofisticados que permitem personalizar os produtos oferecidos e fazer sugestões de outros produtos que possam achar interessantes. Isso melhora a experiência do cliente, fazendo com que eles se sintam compreendidos em um nível pessoal, aumentando as chances de fidelidade à marca.
  • Mercado global. Clientes de todo o mundo podem facilmente comprar sites de comércio eletrônico – as empresas não são mais restritas por barreiras geográficas ou físicas.
  • Baixos custos. Os empresários podem lançar lojas online com custos iniciais e operacionais mínimos. Afinal, não é preciso pagar pelo aluguel de uma sala comercial bem localizada ou pelo salário de vários funcionários para atender o público.
Space

6 passos para iniciar seu comércio eletrônico

Está disposto a iniciar suas vendas pela internet com um comércio eletrônico? Preparamos uma série de dicas para ajudá-lo a colocar isso em prática:

1. Defina os produtos para comercializar

O que será que sua empresa deveria vender na internet?

Atualmente, existe uma infinidade de possibilidades a serem exploradas. Com a popularização das compras pela internet, os consumidores estão dispostos a comprar tudo sem sair de casa – de peças de roupas até móveis ou alimentos.

Por isso, você tem que ser estratégico ao identificar um conjunto de produtos ou um único item que seja atrativo para o público. Afinal, não podemos ignorar que existem outras empresas explorando a internet para fazer vendas e disputando os mesmos clientes que você.

Uma ótima estratégia é buscar nichos de mercados. Em vez de comercializar itens genéricos, você pode vender itens mais específicos que agradem a um determinado público – como se especializar em alimentos orgânicos ou roupas plus size.

2. Faça uma pesquisa de mercado

A pesquisa é fundamental para o sucesso de sua loja de comércio eletrônico. Depois de escolher seus produtos, observe os concorrentes e o que eles estão fazendo. Aqui estão algumas coisas para prestar atenção ao fazer uma análise do concorrente:

  • Qual é o seu modelo de negócios?
  • Eles estão vendendo vários itens ou apenas um produto?
  • Quais canais de mídia social eles utilizam?
  • Quem é seu mercado-alvo?
  • Como eles impulsionam as vendas?

A análise da concorrência pode ajudá-lo a identificar os melhores produtos para vender e dar-lhe uma grande compreensão de como lançar um negócio online. Também pode ajudá-lo a evitar erros que os empreendedores costumam fazer e medir a viabilidade do negócio digital.

3. Construa sua loja online

Depois de escolher seus produtos e fazer sua pesquisa sobre a concorrência, a próxima coisa a fazer é construir sua loja. Esse é um dos pontos principais para um comércio eletrônico de sucesso, pois é na sua loja virtual que os clientes vão navegar pelos produtos e fazer suas compras.

Por esse motivo, essa é uma etapa que requer bastante cuidado e atenção. Veja os principais pontos para construir uma loja online atrativa:

Escolha uma plataforma de qualidade

Felizmente, você não precisa entender de programação ou webdesign para criar uma loja online eficiente e atraente. Existem várias plataformas que facilitam o seu trabalho e permitem que você crie um comércio eletrônico em poucos minutos – como a Nuvemshop e a Tray.

Navegando por essas plataformas, você poderá configurar todos os pontos importantes do seu comércio eletrônico: estrutura do site, design, meios de pagamento, gerenciamento de produtos, integrações com outros aplicativos e muito mais, tudo de forma simples, rápida e intuitiva.

Use fotos e vídeos de qualidade

Em uma loja física, o consumidor pode pegar o produto em mãos ou experimentá-lo. Em um comércio eletrônico isso não é possível. Por conta disso, suas representações em fotos e vídeos são tudo em que um visitante pode confiar.

É por isso que, para o design moderno de um site de comércio eletrônico, é vital que as fotos e os vídeos sejam de qualidade. Quanto melhor for essa representação, mais os usuários gostarão da loja e se sentirão motivados para comprar os produtos.

Facilite a navegação

A conveniência é a principal razão pela qual as pessoas compram online. A principal tendência de design de hoje é criar sites que tornam a vida mais fácil para os consumidores e os conduzem suavemente para a etapa mais importante: uma compra.

Para conseguir isso, tudo deve ser lógico e fluir de um ponto a outro para que o usuário não tenha pressa no site, mas siga uma estrutura fácil e navegue pelas páginas. Veja algumas dicas importantes:

  • O logotipo da marca deve levar à página inicial e estar sempre à vista, não importa o quão longe o usuário vá.
  • O catálogo ajuda os usuários a mudar para a categoria correta de produtos e encontrar o que precisam.
  • A filtragem permite excluir itens desnecessários de resultados de pesquisa massivos e leva os consumidores da página inicial para a página do produto.
  • A barra de pesquisa permite que os usuários encontrem rapidamente um determinado item ou categoria. Deve ser proeminente e fácil de encontrar.
  • Sempre pensar na navegabilidade com foco na experiência do usuário, quanto mais tempo a pessoa se mantiver eu seu site, melhor será sua relevância para a internet.

Mantenha consistência com sua marca

O design de um site deve corresponder aos produtos, refleti-los, complementar a marca, criar um sentimento único para os produtos. Um site de comércio eletrônico é uma parte importante da identidade de uma marca e é importante transmitir seus atributos e valores.

Os usuários se lembram do design da marca. Para se destacar da multidão, uma identidade única é um pré-requisito. O conceito de identidade corporativa inclui um logotipo, slogan, fontes corporativas e cores. Portanto, certifique-se de usar as mesmas fontes, cores e padrões de design gerais em todo o site para que os usuários reconheçam e se lembrem da marca.

Esse padrão visual é o que caracteriza sua identidade visual, tão importante quando seu logotipo é sua identidade visual, pois através dela, seu público poderá reconhece-lo menos sem ver seu logo.

Crie um site responsivo

É cada vez maior o número de usuários de smartphones que fazem compras online usando seus dispositivos móveis. Se um site de comércio eletrônico não for otimizado para dispositivos móveis, ao visitar essa loja usando um smartphone, todos os elementos de interface e textos parecerão em desarmonia – causando uma péssima experiência.

Ou seja, se um site não tiver uma versão responsiva, os usuários não conseguirão visualizar ou interagir adequadamente com ele, o que fará com que abandonem uma loja em favor de outra. Criar um site responsivo é essencial para entregar uma boa experiência a todos os usuários.

4. Promova seu negócio na internet

Depois de lançar sua loja, concentre-se no marketing digital. Com as estratégias e ações certas, você será bem-sucedido em gerar tráfego e alcançar clientes em potencial.

O segredo do marketing para comércio eletrônico é encontrar o canal certo para seus produtos e, em seguida, aperfeiçoar sua estratégia de marketing até que trazer um novo cliente custe menos do que você ganha com uma venda.

Você deseja atingir aquele ciclo infinito em que gasta menos do que ganha a cada dia. Comece promovendo sua empresa em canais de marketing gratuitos e, em seguida, passe para os canais pagos depois de criar algum conhecimento.

5. Estruture os canais de venda

Quando falamos sobre comércio eletrônico, não estamos limitados a um site. Atualmente, você pode expandir suas vendas para marketplaces, redes sociais e aplicativos. Portanto, pode ser uma ótima ideia analisar os melhores canais de vendas para o seu negócio – buscando facilitar a experiência do cliente.

Além disso, marcar presença em diversos canais pode facilmente se tornar um diferencial em relação aos concorrentes. Com um aplicativo próprio da sua loja, você tem a oportunidade de fechar mais vendas e fidelizar seus clientes – que estarão sempre a um clique de distância do seu comércio eletrônico.

6. Esteja sempre junto do seu cliente

E falando em canais de venda, é fundamental que seu negócio esteja onde seus clientes estão e como já vimos aqui, através do comércio eletrônico isso se torna ainda mais possível.

Já não é de hoje que todos possuem um celular no bolso, te acompanhando para todos os lados, seja para acessar as redes sociais, ver vídeos ou fazer ligações.

Portanto se você possibilitar que além de um site responsivo, forneça a melhor experiência para o seu cliente através de um aplicativo para celular, um mondo de possiblidades poderá aparecer.

Já imaginou como seria se seus clientes, ou possíveis clientes sempre recebessem uma notificação sua em seus celulares? Isso é possível com um aplicativo, sem sua empresa precisar necessariamente depender de e-mail, SMS, WhatsApp e etc.

 

Você gostou das dicas para criar o seu comércio eletrônico? Você já seguiu todas estas etapas com sua loja? Se quiser descobrir como criar um app mobile para a sua loja online, conheça a Mobilizei!